O seu nome é : Vencedor!

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Só porque você está numa batalha, isso não faz de você um vencedor. Se você ganha uma ou duas batalhas esporadicamente, não dá para chamar a si mesmo de vencedor. Um vencedor é aquele que vence batalhas todo o tempo. Um vencedor é aquele que está matriculado permanentemente no lado de quem vence. A vitória permanente, entretanto, tem sua raiz em Deus.

“Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Como está escrito: Por amor de ti, somos entregues à morte o dia todo, fomos considerados como ovelhas para o matadouro.

Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. (Romanos 8:35-37).

Aquele quem nos amou foi quem nos fez mais que vencedores. De acordo com as Escrituras, vencedores são feitos. São homens e mulheres que continuamente vencem na batalha através do respaldo de Deus. São pessoas de Deus que não conhecem a derrota. São homens e mulheres que só poderão ser vencidos quando se tornar possível derrotar a Deus, e sabemos que isso nunca vai acontecer. Quando se tornar possível derrotar a Deus, se tornará possível derrotar você.

Vencedores são homens e mulheres que têm a mão de Deus sobre as suas vidas. Esse é o poder de Deus que os respalda, é a unção de Deus. Vencedores são ungidos de Deus, têm o respaldo de Deus e de Seu poder. Mas eu te digo que Deus não pode respaldar aquele a quem não chamou. Deus não pode respaldar aquele a quem não enviou. Então, para ter o respaldo de Deus, você precisa ser aquele que foi enviado, e não aquele que foi por si mesmo. Você precisa ser aquele a quem Deus chamou, e não aquele que chamou a si mesmo. Deus não vai endossar aquilo pelo qual não é responsável.

A unção de vencedor estava sobre a vida de Davi; ele vencia todas as batalhas. Mas hoje eu quero olhar para a vida de outro vencedor: o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Depois, falaremos sobre a raiz que temos; em outras palavras, sobre o nosso pedigree. Pelo que podemos ter expectativa? O que temos como herança?

Davi venceu por Israel, mas Jesus venceu pelo mundo inteiro. A missão Dele pode ser encontrada em 1 João 3.

“Aquele que pratica o pecado procede do diabo, porque o diabo vive pecando desde o princípio. Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo”(1 João 3:8).

Jesus foi manifestado com o propósito de destruir as obras do diabo. No grego, a palavra que foi traduzida por destruir significa desamarrar, desfazer. Em outras palavras, se você estivesse preso numa cela, é como se Jesus viesse com a missão de abrir a porta para você. Só que você precisa sair pela porta sozinho. Mas o que acontece é que muitas pessoas continuam sentadas no chão da sela quando Jesus já abriu a porta para elas saírem.

Jesus veio para nos proporcionar uma saída de tudo aquilo que Satanás fez ou quer fazer em nossas vidas. Em outras palavras, não precisamos pecar se não quisermos. As pessoas continuam a pecar porque querem, e não porque o diabo as obriga. Jesus veio para nos dar uma outra alternativa, uma outra escolha, um outro caminho. Ele veio para nos mostrar o caminho da vitória.

Jesus não veio ao mundo só para mostrar que era Filho de Deus. Ele veio para uma batalha, veio para ter vitória, veio para colocar um fim ao reino das trevas.

Em Colossenses 2, vemos a Jesus tendo essa vitória mesmo meio ao inferno. É isso o que gosto sobre Deus: quando parece que já estamos derrotados, surgimos como vencedores! Na Cruz do Calvário, parecia que Jesus havia perdido sua batalha. Mas depois de três dias, o vencedor se levantou!
Tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz; e, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz. (Colossenses 2:14,15).
Para todo o lugar aonde Jesus ia, o resultado era o mesmo: a vitória. Quando Ele chegou à Terra, todos tremeram. Por isso, você não pode andar nessa Terra com medo. Olhemos para alguns exemplos:

“Que temos nós contigo, Jesus Nazareno? Vieste para perder-nos? Bem sei quem és: o Santo de Deus” (Marcos 1:24).

Jesus não obtinha vitória somente sobre os demônios, mas sobre os elementos da natureza e das leis naturais:

“E maravilharam-se os homens, dizendo: Quem é este que até os ventos e o mar lhe obedecem? (Mateus 8:27).

Até a morte era um alvo fácil para Jesus:

“Chegando-se, tocou o esquife e, parando os que o conduziam, disse: Jovem, eu te mando: levanta-te!” (Lucas 7:14).

Quero agora mostrar-lhes que a raiz de um vencedor está na tribo de Judá. Mas, antes disso, existem cinco chaves que todo vencedor deve conhecer. São chaves que estiveram presentes na vida de Jesus e na de Davi, e devem estar presentes na sua vida também.

1 – Ser ungido, chamado e enviado. Para ser um vencedor, você precisa saber para o que Deus te chamou. Seja o enviado, e não o que parte por si mesmo. Seja o chamado, e não aquele que chamou a si mesmo.

2- Entenda que você tem uma aliança com Deus. Tanto Davi quanto Jesus entendiam isso. O que é uma aliança? É uma promessa ou voto, entre duas ou mais partes, para que se respeite o que foi acordado entre essas partes. Uma aliança só pode ser quebrada através da morte, e Deus não vai morrer. Todo vencedor precisa saber que tem uma aliança com Deus. Deus não te deu apenas promessas, mas promessas debaixo de uma aliança. Quando você for orar, tenha sempre essa aliança em mente.

3- Use a linguagem da aliança. Podemos observar que tudo o que Jesus falava estava em linha com a promessa e com a aliança. Como vencedores, precisamos aprender a não falar coisas contra a aliança que temos.

4- Compreenda que a batalha pertence ao Senhor, porque Deus te ama. Os cuidados do mundo não devem nos preocupar, pois eles pertencem ao Senhor. O seu poder está em descansar naquilo que Jesus prometeu. O seu poder está em entender que a batalha não é sua, mas do Senhor. O seu papel é descobrir o que você precisa fazer enquanto Deus está cuidando da sua batalha. Não tente fazer aquilo que não é seu papel fazer, pois Deus luta todas as suas batalhas.

5- Entenda como se mover na vida. Você foi chamado para mostrar às pessoas que podemos nos mover, destruindo o nosso inimigo, e não sendo paralisados e por ele.
A minha pergunta agora é: Quem são os vencedores? De onde vêm suas raízes? Perceba que o Novo Testamento diz que somos mais que vencedores.

“Judá, teus irmãos te louvarão; a tua mão estará sobre a cerviz de teus inimigos; os filhos de teu pai se inclinarão a ti. Judá é leãozinho; da presa subiste, filho meu. Encurva-se e deita-se como leão e como leoa; quem o despertará? O cetro não se arredará de Judá, nem o bastão de entre seus pés, até que venha Siló; e a ele obedecerão os povos. Ele amarrará o seu jumentinho à vide e o filho da sua jumenta, à videira mais excelente; lavará as suas vestes no vinho e a sua capa, em sangue de uvas. Os seus olhos serão cintilantes de vinho, e os dentes, brancos de leite” (Gênesis 49:8-12).

Judá era a tribo dos vencedores, dos conquistadores, dos reis. Eles tinham o domínio sobre todas as outras tribos. Judá é um leão que não conhece a derrota, de acordo com a profecia que acabamos de ler. A unção da vitória repousa sobre a tribo de Judá. E essa unção corre da cabeça para os pés, ou seja, da tribo de Judá para as outras tribos.

“Depois da morte de Josué, os filhos de Israel consultaram o SENHOR, dizendo: Quem dentre nós, primeiro, subirá aos cananeus para pelejar contra eles? Respondeu o SENHOR: Judá subirá; eis que nas suas mãos entreguei a terra” (Juízes 1:1,2).

A unção para a conquista e para a vitória foi dada a Judá. Reis saíram dessa tribo, um exemplo sendo Davi. E Jesus foi chamado “filho de Davi”, o Leão da tribo de Judá. E todo aquele que nasceu de novo pertence a Jesus. Você pertence à tribo dos vencedores. E Jesus é o cabeça, e a unção flui para o Seu Corpo, que somos nós. Esse é o seu DNA. Você é um leão que nunca perde uma batalha.

É Jesus em nós que nos faz mais que vencedores. Nossa raiz está Nele, assim como a raiz de Jesus estava em Davi. Você é um rei! Você é um leão! Você não aceita derrota para ninguém! Você não aceita que o cartão de crédito te derrote! Você não aceita derrota no seu casamento! Você é um leão!
Como vencedores, usaremos duas armas: a ausência de medo é a primeira delas. Um conquistador não tem medo. O medo tem tormento, e Deus tem paz para você. Não permita que o medo te motive. A segunda das nossas armas é a presença de Deus. Um vencedor precisa aprender a louvar a Deus. Precisamos ser pessoas que carregam a presença de Deus como “arcas ambulantes”. Quando a presença de Deus está conosco, nunca sentimos medo.

Você é da tribo de Judá! Deus está ao seu lado. A unção que estava em Davi caiu sobre Jesus! E a unção que caiu sobre Jesus caiu sobre nós a unção do triunfo, da vitória e da conquista Esteja disposto a conquistar. O diabo não pode impedir o seu fluir. Não temos medo, porque temos a presença do Senhor. Não somos apenas vencedores, mas sim mais que vencedores por meio Daquele que nos amou.
SEU NOME É: VENCEDOR!