Uma poderosa restituição

segunda-feira, 15 de maio de 2017

“E aconteceu também noutro sábado, que entrou na sinagoga, e estava ensinando; e havia ali um homem que tinha a mão direita mirrada. E os escribas e fariseus observavam-no, se o curaria no sábado, para acharem de que o acusar. Mas ele bem conhecia os seus pensamentos; e disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te, e fica em pé no meio. E, levantando-se ele, ficou em pé. Então Jesus lhes disse: Uma coisa vos hei de perguntar: É lícito nos sábados fazer bem, ou fazer mal? Salvar a vida, ou matar. E, olhando para todos em redor, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele assim o fez, e a mão lhe foi restituída sã como a outra.”
(Lucas 6:6-10
)

Esse homem da mão mirrada não escondeu sua deficiência de Jesus. Normalmente, o que as pessoas fazem quando estão diante de uma autoridade é esconder a deficiência que têm. Algumas, até mesmo quando vão ao médico, não dão as pistas verdadeiras sobre o que estão sentindo, e preferem esconder a doença, o mal.
Não são poucas as pessoas que quando estão diante de autoridades, como aquele homem esteve diante de Jesus, tentam esconder ao máximo as feridas e debilidades que existem sejam no físico como na alma.
Jesus pediu ao homem que estendesse a sua mão. O homem poderia ter estendido a mão que era sã, mas não o fez, ele estendeu a mão enferma, a mão mirrada. E a Bíblia diz que, de imediato, a mão ficou curada.
O que aprendemos com ele é que quando estamos diante de Jesus não devemos esconder nada, até porque isso é impossível. Ele conhece todas as coisas, mas respeita nossa decisão. Se o homem não tivesse entregado a mão mirrada, não teria sido curado.
Precisamos entregar a Jesus tudo o que está mirrado em nós, tudo o que o tempo mirrou. Entregar a dor, o medo, a covardia, o fracasso, tudo aquilo que o inimigo ressequiu através de feridas e traumas. Deus quer nos restituir como fez com o homem.
Mas só vamos ser curados quando mostrarmos as deficiências. Ninguém será curado tentando esconder o que precisa ser tratado. Nossa vida pode ser comparada a uma casa. Assim como existe um cômodo que não gostamos de mostrar por estar desarrumado, assim também não queremos expor as debilidades, mas é preciso expor para receber cura e ser restituído.
A tentativa de esconder as debilidades, às vezes, dá-se por saber que as pessoas tendem a se referir às outras pelas deficiências que apresentam. Um cego recebe o nome de ceguinho. Uma pessoa que não fala recebe o nome de mudo. É impressionante como as pessoas ovacionam as debilidades das outras.
O homem de Lucas 6 tinha uma deficiência, por isso o que ele fazia? Deitava sobre a mão no Templo para ser aceito. Ele sabia que quem cultuava deitado no Templo era considerado um religioso perfeito. Então, ele deitava em cima da mão para ninguém ver que a mão ressequida. Mas Jesus vê o que ninguém vê, e Ele viu a mão ressequida, mirrada daquele homem.
Quando Jesus mandou estender a mão, ele teve que ficar de pé e denunciar o problema, o ‘defeito’. O interessante é que a outra mão era sã, mas Jesus deixou claro, mais uma vez, que veio para curar o enfermo e salvar o perdido. Ele não está muito interessado na mão curada, mas na mão que está enferma.
O que está mirrado em você?
Hoje Deus quer que você entregue sua mão mirrada para Jesus curar. Qual é a sua mão ressequida? É o seu casamento? Seu casamento virou uma mão mirrada? Seus filhos viraram uma mão mirrada? Suas finanças, sua saúde, seu fator psicológico viraram a mão mirrada?
Seja o que for que está mirrado ou deficiente na sua vida, você pode levantar, estender diante do Senhor e receber a cura, o toque do Todo Poderoso. Quando você se colocar de pé, receberá cura e, no lugar da dor e do sofrimento, virá a glória do Senhor. Você será restituído de uma forma sobrenatural diante de todos os que antes o acusavam.
O que mirrou? Mirrar é perder a vida. Você pode estar mirrado nas emoções, na afetividade. Mirrar é o perfeito se tornar imperfeito. Então, há situações que vêm do inferno para paralisar os filhos de Deus, para mirrá-los e torná-los infrutíferos.
Há pessoas que estão mirradas fisicamente, emocionalmente, espiritualmente.
Fisicamente. Alguém mirrado no físico não consegue esconder por muito tempo. Acaba sendo mais exposto do que alguém mirrado nas emoções ou na vida espiritual. Mas precisa ser curado, pois quando alguém é mirrado no físico, acaba ficando mirrado também emocional e espiritualmente, se não souber conviver com o problema físico, principalmente pelos nomes que recebe, como vimos acima.
Emocionalmente. Quantas pessoas foram atingidas nas emoções e tornaram-se insensíveis. É como se nada mais conseguisse alcançá-las; estão mirradas, precisam de cura, precisam se levantar e estender a parte mirrada para Jesus. Essa é a única forma de serem restituídas.
Espiritualmente. Há pessoas que estão mirradas espiritualmente. São pessoas que não conseguem mais viver a vida de Deus, experimentar da Sua plenitude, da vida em abundância prometida na Palavra. Precisam de cura para sair da forma em que se encontram.
Se o diabo ressequiu alguma coisa na sua vida, você vai reivindicar e se levantar contra essa situação. Vá até o seu líder, ou ao seu Pastor, e conte o que houve com você. Peça a ele que libere palavra de vida, de cura.
Deus não quer filhos mirrados. Deus não tem prazer em que você ande mirrado em nenhuma área de sua vida, principalmente mirrado nas suas emoções ou na sua vida espiritual. Jesus curou o homem da mão ressequida e ensinou para todos o princípio do trabalho, do relacionamento, da comunhão, da adoração.
O que está mirrado? Essa é a pergunta de Jesus para você. Como Ele curou naqueles dias, continua curando hoje, qualquer que seja a área. Jesus quer tocá-lo hoje, quer restituí-lo. A Bíblia diz que Ele havia quebrado paradigmas quando entrou no Templo, na ala das mulheres e curou a mulher encurvada que representava a Igreja. Ele realizou essa cura no Sábado.
Ele curou a mulher, porque como Igreja ela não poderia andar encurvada, olhando para baixo, sem poder contemplar as coisas do Alto. Você não pode andar encurvado, você é Igreja de Cristo, precisa contemplar as coisas do Alto, que vêm do Pai. Você também não pode andar mirrado em nenhuma área da sua vida. Por isso, o Pai quer tocá-lo, curá-lo e restituí-lo em todas as áreas.
Hoje o Senhor quer levantá-lo. Ele pede que você estenda a sua mão, a debilidade, a deficiência que você tem. Mostre o que está mirrado, não esconda, não deite por cima do que precisa ser mostrado. Levante-se e tenha a mesma postura do homem de Lucas 6, porque Ele irá tocar a sua vida de forma sobrenatural. Chegou o tempo da sua restituição!